5 coisas a ter em mente antes de fazer backup de máquinas virtuais VMWARE

5 coisas a ter em mente antes de fazer backup de máquinas virtuais VMWARE

A arquitetura de uma máquina virtual difere muito dos ambientes locais tradicionais e requer diferentes técnicas de backup de dados e operações de pré-backup. Este post explicará algumas das coisas que os administradores devem ter em mente antes de fazer backup de suas máquinas virtuais VMware.

1. FAÇA BACKUP DE MÁQUINAS VIRTUAIS VMWARE NA CAMADA DE VIRTUALIZAÇÃO

Ao fazer backup de servidores físicos tradicionais, é costume instalar um agente de backup no sistema operacional convidado. O servidor de backup contata o agente quando está prestes a iniciar uma operação de backup. Esse método não é eficiente em um ambiente virtual, pois ele desnecessariamente consome recursos na VM e impacta o desempenho da VM e todas as outras máquinas virtuais no host.

Certifique-se de que sua ferramenta de backup da máquina virtual possa fazer backup de suas máquinas virtuais na camada de virtualização. Isso significa usar uma aplicação de backup que executa backups de nível de imagem .vmdk sem envolver o SO convidado. Isso garantirá que suas VMs obtenham todos os recursos que podem para suas cargas de trabalho.

2. PERMITAM OS SEUS APLICATIVOS TRANSACIONAIS

Se você estiver fazendo backup de uma VM que tenha aplicativos transacionais, como bancos de dados e servidores de e-mail, é fundamental que você os encerrem para que eles estejam no estado correto para serem copiados. Isso garante que o servidor esteja em um estado adequado para que nenhum dado seja perdido se uma restauração for necessária.

VMware Tools contém um driver que funciona com o Microsoft Volume Shadow Copy Service (VSS) para desativar aplicativos antes de serem copiados. Além disso, certifique-se de que o serviço VSS não está desabilitado e tudo está configurado corretamente para executar um backup consistente com o aplicativo.

3. CERTIFIQUE OS RECURSOS DE BACKUP

Antes de fazer backup de uma máquina virtual, verifique se você possui espaço de armazenamento adequado em seu repositório. A existência de recursos adequados de CPU e memória é crítica e pode afetar significativamente o tempo que leva o backup. Certifique-se de seguir as recomendações de hardware do fornecedor de backup para o servidor de backup.

4. NÃO ARMAZENE BACKUPS COM DADOS DE PRODUÇÃO

Não guarde todos os seus ovos em uma cesta. Não use o mesmo repositório para armazenar seus backups e os outros dados confidenciais da sua organização. Qualquer problema que possa ocorrer em seu repositório não só roubará seus dados organizacionais, mas também todos os seus backups de máquinas virtuais.

O custo por gigabyte armazenado, que se tornou mais barato do que há meia década anterior, está diminuindo ainda mais com os avanços no armazenamento em nuvem. É prudente e eficaz isolar seus dados de produção e backup e também ter um backup externo para ambos.

5. AGENDE OS BACKUPS CUIDADOSAMENTE

O processo de fazer um backup pode prejudicar os recursos em um host da máquina virtual e pode afetar o desempenho das outras máquinas virtuais no host.

Por esse motivo, você deve planejar sua agenda de backup para evitar colocar muito estresse no host da máquina virtual. É melhor executar backups durante o horário não comercial. Além disso, certifique-se de não fazer backup de muitas máquinas virtuais no mesmo host simultaneamente. Agende seu cronograma de backups para equilibrar seu uso de recursos.

O RecoveryManager Plus é uma poderosa solução de backup e recuperação que pode proteger eficientemente o seu ambiente.  Caso ainda não conheça ManageEngine RecoveryManager Plus, venha realizar os teste de 30 dias totalmente grátis, contando sempre com o apoio da equipe ACSoftware.

Sobre o Autor

admin administrator